Buscar
  • Patricia Wanderley

Juiz da 2ª Vara Federal valida citação por “whatsapp”

O Juiz Federal da 2ª Vara, Jesus Crisóstomo de Almeida, considerou válida a citação realizada pelo aplicativo de celular “whatsapp” em um processo que tem como parte autora a Caixa Econômica Federal.

O processo é uma ação monitória, em que o réu firmou contrato de relacionamento, abertura de contas e adesão a produtos e serviços - pessoa física e CDC – Crédito Direto Caixa.

De acordo com a sentença, o réu não efetivou o pagamento da dívida na data estabelecida e foi citado pelo Oficial de Justiça, por meio do “Whatsapp”, mas não comprovou o pagamento e nem opôs embargos.

O Juiz considerou, ainda, a certidão do Oficial de Justiça afirmando que o réu teve conhecimento da citação, tendo recebido, inclusive, a contrafé.

Segundo o magistrado, o ato citatório, portanto, deve ser preservado.

Com isso, converteu o Mandado inicial em Mandado Executivo Judicial e condenou o réu ao pagamento das custas judiciais.


Fonte: Seção Judiciária de Goiás Jornalista Responsável: Iracele Barros

0 visualização

© 2020 por Wanderley Silva Advocacia. Orgulhosamente criado com Wix.com